Grupo de Supervisão Clínico-Institucional:
a interface entre pessoas e instituições

(alterados dia da semana e horário)

 

segundas-feiras, das 19h30 às 21h00
a partir de julho de 2017

 
A proposta

 

A interface entre pessoas e instituições - contrapondo a perspectiva da inserção do indivíduo no grupo social com o enfoque oposto, ou seja, do enquadramento coletivo, focalizando o lugar do sujeito individual nas instituições - é relevante tanto do ponto de vista da clínica quanto da intervenção institucional.

Do ponto de vista da clínica, porque nos deparamos, cada dia com mais intensidade, com o padecimento agudo das pessoas diante da brutalidade das relações de trabalho, da insegurança do emprego, das relações aéticas, quando não declaradamente antiéticas, no cotidianos de suas inserções nas instituições.

Do ponto de vista institucional, porque o mal-estar institucional está, em inúmeros casos, ultrapassando o limite do tolerável, influenciando negativamente a indispensável coesão de seus integrantes, sabotando a cooperação entre eles, refletindo no decréscimo da produtividade.

No desenvolvimento dos trabalhos deste grupo, a ênfase será, sempre, a de um olhar clínico, tanto coletivo, quanto individual.

A partir de relatos de casos pelos participantes, exploraremos alternativas de abordagem das situações apresentadas com o propósito de introdução de ações corretivas promotoras de melhores condições de saúde mental e produtividade.

De acordo com as oportunidades apresentadas, haverá desenvolvimentos teóricos que permitam integrar as dimensões individual e coletiva, com o objetivo de instrumentalizar operativamente os participantes.

O grupo será coordenado segundo a teoria e a técnica dos grupos operativos.



A quem se dirige
 
  • Aos profissionais que atendem pessoas que sofrem com o mal-estar institucional
    (psicólogos, psicanalistas, administradores, coaches, gestores de quaisquer áreas, etc.).


  • A gestores comprometidos com a governança institucional.

  • A profissionais envolvidos nas atividades de coordenação de produção e gestão de processos.

  • A profissionais da área de humanas, envolvidos ou não com a gestão de recursos humanos em instituições.

Coordenação


Coordenador:
Marco Aurélio F. Velloso

Filósofo, administrador, psicólogo, psicanalista e analista institucional.
Desenvolve atividades de consultoria institucional há mais de 40 anos.
T
radutor para o português da obra fundamental de Pichon Rivière, o criador dos grupos operativos, O Processo Grupal (*).
Coautor da biografia intitulada A operatividade da psicanálise vivida por Enrique José Pichon-Rivière (**).

 

(*) PICHON RIVIÈRE, E. O Processo Grupal. Série Psicologia e Pedagogia. Trad. Marco Aurélio Fernandez Velloso; Maria Stela Gonçalves. São Paulo: Martins Fontes, 1983.

(**) VELLOSO, M. MEIRELES, M. A operatividade da psicanálise vivida por Enrique José Pichon-Rivière. São Paulo: Velloso Digital, 2014


 
Forma de inscrição e retribuição pela participação


A
inscrição neste grupo está condicionada a entrevista prévia de informação e confirmação da participação.
(preencha a ficha de inscrição clicando no link abaixo)


As reuniões de grupo serão iniciadas em julho de 2017

A retribuição pela participação no grupo de supervisão é de R$ 450,00 mensais.
A retribuição pela entrevista prévia é de R$ 200,00.

 

Sede do InterPsic:

Av. Diógenes Ribeiro de Lima, 454
Alto de Pinheiros
05458-000 - São Paulo, SP



Tel: +55 (11) 3816-0905
Cel: +55 (11) 99601-1207

Clique no botão abaixo para abrir a ficha de inscrição.